Um Voo Cego A Nada...

" Ter-se nascido ou vivido em Moçambique é uma doenca incurável, uma virose latente. Mesmo para os que se sentem genuínamente portugueses mascara-se a doenca, ignora-se, ou recalca-se e acreditamo-nos curados e imunizados. A mínima exposição a determinadas circunstâncias desencadeia, porém, inevitáveis recorrências e acabamos por arder na altíssima febre de uma recidiva sem regresso nem apelo". Rui Knopfli

domingo, 15 de julho de 2007

Respiro o teu corpo


Foto: Petra Nemcova

Respiro o teu corpo:
sabe a lua-de-água
ao amanhecer,

sabe a cal molhada,

sabe a luz mordida,

sabe a brisa nua,

ao sangue dos rios,

sabe a rosa louca,

ao cair da noite

sabe a pedra amarga,

sabe à minha boca.


Eugénio de Andrade

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Bonitos, o Poema e a Menina

"À Menina"

Quando te sentires perdida
fecha os olhos e sorri.
Não tenhas medo da Vida
que a Vida vive por si.
Tu és como a doce brisa,
a verde seara e o solo fecundo
que sabem tudo desde o princípio do mundo.
Tu és como a água clara,
a fofa nuvem e o sol agudo.
A tua inocência sabe tudo.

beijo MD

segunda-feira, 16 de julho de 2007 às 23:08:00 WEST  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home