Um Voo Cego A Nada...

" Ter-se nascido ou vivido em Moçambique é uma doenca incurável, uma virose latente. Mesmo para os que se sentem genuínamente portugueses mascara-se a doenca, ignora-se, ou recalca-se e acreditamo-nos curados e imunizados. A mínima exposição a determinadas circunstâncias desencadeia, porém, inevitáveis recorrências e acabamos por arder na altíssima febre de uma recidiva sem regresso nem apelo". Rui Knopfli

quarta-feira, 11 de outubro de 2006

Vivam, Apenas



Vivam, apenas.
Sejam bons como o sol.
Livres como o vento
naturais como as fontes.

Imitem as árvores dos caminhos
Que dão flores e frutos
Sem complicações.

Mas não queiram convencer os cardos
A transformar os espinhos
Em rosas e canções.

E principalmente não pensem na Morte.
Não sofram por causa dos cadáveres
Que só são belos
Quando se desenham na terra em flores.

Vivam, apenas.
A morte é para os mortos


José Gomes Ferreira

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Oh Macua obrigada pela foto e pelo poema.
Quanta brinacdeira nesta piscina,,,,,,,
Ai Querida Ilha, sei de cor, a altura desta prancha, a temperatura desta àgua e as caricias deste vento, E o que não sei de cor adivinho, sonhando
Beijo
MD

domingo, 22 de outubro de 2006 às 22:57:00 WEST  
Anonymous F said...

Beijo,
F

terça-feira, 24 de outubro de 2006 às 18:34:00 WEST  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home