Um Voo Cego A Nada...

" Ter-se nascido ou vivido em Moçambique é uma doenca incurável, uma virose latente. Mesmo para os que se sentem genuínamente portugueses mascara-se a doenca, ignora-se, ou recalca-se e acreditamo-nos curados e imunizados. A mínima exposição a determinadas circunstâncias desencadeia, porém, inevitáveis recorrências e acabamos por arder na altíssima febre de uma recidiva sem regresso nem apelo". Rui Knopfli

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Sem sentido...



(...)
O belo verso quedou-se,
Névoa de intuito sem forma.
...
Ah, se o cumprisse! Ah, se fosse
Alheia a mim esta norma
De naufragar uma frase!
E o belo verso quedou-se,
Todo um triz, todo um quase.

Assim também, em viagem,
Súbita rompe a indiferença
Da mal olhada paisagem
Imperativa presença
Que intensa chama por nós,
E logo não é imagem,
E logo foge, veloz!

Assim também, arrefece
Mal desce a noite sombria,
Todo o mar que o sol aquece
Na curva larga do dia.
Água tão fria, e foi morna!
Assim a imagem que cesse
Se queda em nada e não torna.

....................................................

Reinaldo Ferreira

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home