Um Voo Cego A Nada...

" Ter-se nascido ou vivido em Moçambique é uma doenca incurável, uma virose latente. Mesmo para os que se sentem genuínamente portugueses mascara-se a doenca, ignora-se, ou recalca-se e acreditamo-nos curados e imunizados. A mínima exposição a determinadas circunstâncias desencadeia, porém, inevitáveis recorrências e acabamos por arder na altíssima febre de uma recidiva sem regresso nem apelo". Rui Knopfli

sábado, 22 de abril de 2006

Mangas Verdes com Sal


Mangas verdes com sal
Sabor longínquo, sabor acre
da infância a canivete repartida
no largo semicírculo da amizade.
Sabor lento, alegria reconstituída
no instante desprevenido

na maré-baixa,
no minuto da suprema humilhação.
Sabor insinuante que retorna devagar
ao palato amargo,

à boca ardida,
à crista do tempo,
ao meio da vida.


Rui Knopfli, "Mangas verdes com sal", 1972, 2ª ed, LM, Minerva Central

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Gostei muito da sua página! O mesmo amor tenho eu pela minha terra. Goa, a terra das mangas verdes e amarelas, com sal e pimenta, deixando um gosto de saudade...
Obrigada.

Nalini

quinta-feira, 5 de setembro de 2013 às 21:13:00 WEST  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home